How to..

Fotos Iphone 2015 2582You know, when you are with your mind full of words, full of ideias, an overthinking crush that makes you stop and think: what am I doing with all those “eurekas” thoughts? Why I’m not taking the positive ones and turning into real things?

I am right now, a clash of everything, trying to discovering what I really need to do in this moment of my life.

I just noticed something: I love food, I love clothes, I love words.. How to mix everything?

Anúncios

Mora em mim

045c2d205c2f313fa5f3754d2a5b90e9

Faz sua casa na minha alma.

Continua construindo paredes de felicidade preenchidas de amor. Deixa meu sorriso ser a janela que se abre quando sente que você está perto. Abraça minha pele e ela estará sempre perto te protegendo, passeando suave por todos os cantos do teu corpo – e do teu coração.

Continua a me trazer todos os dias essa paz ingênua que só você traz, essa falta de ar quando entrelaço meus dedos nos seus cabelos…esse aconchego quando meu corpo encontra o seu. Minha alma é minha casa, e ela se enche de arrepios, não só nas noites de vinho, filmes e festa, fico mais completa nas noites bobas, singelas, quando jogados no sofá você dorme sem querer no meu colo bem no meio de uma conversa, e então vejo que não fico brava como costumeiramente ficava, mas do contrário, se opondo às ações que antes tomava, fico observando você, olhando seu jeito menino com traços fortes e com o coração cheio de amor. Me apaixonar foi fácil, você torna fácil pra quem está ao seu redor, querer ainda mais ficar perto de você. E agora decidi, não quero mais alugar, não quero vender nem leiloar meu coração, quero encher ele de você, e quem sabe um dia eu também more na sua alma!

Timeless

2d194af0163a6278bf7c8c8e5555ee0f

Estava lendo o seguinte texto de Charles Chaplin:

“Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia noite. É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje. Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer às águas por lavarem a poluição. Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício. Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo. Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria ou posso ser grato por ter nascido. Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho. Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer a Deus. Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades. Se as coisas não saíram como planejei posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar. O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser. E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma. Tudo depende só de mim.”

Muita gente acorda frenética sem pôr ordem na cabeça, e sem respeitar seus limites, e vai levando o dia sem nem pensar no que quer realizar, o que deseja fazer, ou ainda se está feliz fazendo o que faz. Estamos virando robôs de nossas próprias vidas e nem ao menos tentamos parar, respirar, e ver o que podemos mudar pra ter uma vida mais leve, com mais agradecimentos do que xingamentos, com mais alegrias do que reclamações. Acabamos acostumados a reclamar por pouca coisa e sem nem tentar mudar. A vida exige da gente o mínimo, que é viver com sabedoria, quem vive amando o que faz, amando a si mesmo, agradecendo as vezes pelo pouco que tem, acaba tendo uma vida mais sábia do que aquele que passa o dia inteiro no frenesi de ser algo que não é, ou tentando engolir todas as tarefas de uma vez só. Pra que?

Temos 24 horas para serem distribuídas entre: trabalho/refeições/dormir/amizade/exercício físico/família/amor.

Se nos preocuparmos mais no hoje, focando cada dia de sua vez, e agradecendo pela oportunidade diária de levantar e recomeçar, talvez passaremos a ser mais leves, aceitando o que o universo nos manda de melhor, e acreditando que a gente faz a diferença na nossa própria história.

Temos  86.400 segundos para ser feliz, hoje!

Patience

“Não  me deixe ir, posso nunca mais voltar” (Clarice Linspector) b5b9f2f4454aae2002aaaded0401b5bc

Começo hoje falando de valores. Dentro de um relacionamento é complicado ser diferente, é complicado quando as duas pessoas são diferentes, e tem opiniões fortes formadas, mas sabem que se gostam e que podem dar certo.. Porém até lá é uma luta diária de observação, de mudança, de aceitação, de preservação de valores.

Não é fácil ceder quando você é teimoso, e não é fácil agir com calma quando você é explosivo: mas tudo pode ser remediado quando a outra pessoa sabe como lidar com você, sabe como passar pelos furacões da vida te ensinando que com um pouco de carinho, dedicação e paciência as coisas podem melhorar e muita briga pode ser evitada.  Por isso gosto tanto da música Patience do Guns N’ Roses;

Said, woman, take it slow

And it’ll work itself out fine

All we need is just a little patience

Said, sugar, make it slow

And we’ll come together fine

All we need is just a little patience (Patience)

(traduzindo rapidamente: tudo vai se resolver, doçura vá com calma e vamos ficar bem juntos, só precisamos de paciência)

Os moços sabiam falar de relacionamento, sabiam que todo relacionamento precisa de calma, e se um lado tá explodindo, ou está nervoso, convém ao outro lado ser a parte doce e tranquila, que mostra a solução.  Se você gosta, você resolve. Você não deixa que coisas sem importância entrem no seu relacionamento e transforme as palavras em pedras e o sentimento bom em raiva.  Felicidade incomoda, meter o nariz onde não é chamado também. Aí que o casal tem que ter o maior cuidado pra frase da Clarice lá do inicio do post não se concretizar por falta de se pôr um pouco no lugar do outro, tomar uma atitude e querer viver os momentos só os dois, sem que terceiros predominem a voz ativa da relação. Relacionamento bom não se molda com passado nem com terceiros metendo bedelho, relacionamento bom é aquele que o casal se resolve e sabe que é forte suficiente pra ficar junto.

E como uma amiga minha postou ontem, “vai ser feliz; e esquece os outros, eles são só os outros”.