Um feedback sobre o Fashion Rio/ Rio Moda Hype

Após uma semana de desfiles e negociações no Rio à Porte chegou ao fim mais uma edição do Fashion Rio, sem grandes inovações na moda. No clima de mar e sol no Pier Mauá as tendências da primavera-verão 2011/2012 tomaram conta do espaço, lugar já conhecido como point da moda.
Iniciamos na terça 31 de maio com o Rio moda Hype, evento para lançar ou perpetuar estilistas e marcas, tendo como principal objetivo desfilar roupas comerciais com conceito. Não é bem o que vimos!!! Os desfiles foram extremamente de apelo conceitual em suas formas, apesar de apresentar os melhores looks da temporada, mas mesmo assim não atende sua proposta que é imposta a diversos participantes do concurso. O Fashion Rio foi notícia mais pelos tombos, hibridismos e bizarrismos e não pelas coleções apresentadas. Rick Genest ou Zombie boy tirou o foco da grife Auslander, a transexual Lea T e o modelo ou a modelo Andej Pedijc, também chamaram a atenção pelas atuações camaleônicas. Mas o tombo de Claudia Michels foi triste, porém não apagou o brilho da top model conhecida pela sua simpatia e profissionalismo. As atuações das marcas, vamos dizer… redundante, uma bebeu da fonte da outra e algumas permaneceram na mesma, como a Maria Bonita Extra com seus tons sóbrios e seu shape senhorinha jovem. Apresentou um desfile baseado numa linha ferroviária de Nova York construída na década de 30 e que hoje é um jardim. Falando em formas simples a marca queridinha das jovens cariocas Espaço Fashion foi igual a um cometa, passou e ninguém viu, estava monótona, enfatizou o color block, mas sem irreverencia e espontaneidade. Onde estavam as suas estampas, amarrações a base de moulagem? Referências de coleções passadas que fazem falta desde seu desfile inverno 2010 na marca.
A Coca-cola não foi diferente, não estava como se apresenta ao seu público: jovem e irreverente.Outra que criou frisson foi Débora Seco na TNG, aliás, quem vesti-la a vida há de mudar, pois estava praticamente azul. A marca investiu no jeans e suas peças poderiam sair das passarelas diretas para a arara, pois estavam extremamente comerciais ao contrário do Rio Moda Hype.
Mas para alegrar a todas que curtem uma praia ou andar na cidade com ares de leveza confira a Cantão, que fez um desfile como ela, leve, descolada, porém conectada com sua cliente e estação. Bordados de paetês de madeiras, tons pastéis com toques luminosos abrilhantaram o desfile que iam das formas fluídas para as ajustadas e na entrada do desfile Carol Trentine, a mesma top da campanha inverno 2011 que também está lindíssima, aliás, esse desfile parecia sua continuação.

R.Jersey é estilista, ilustrador e professor de história da arte e moda e técnicas de ilustração. Também é expert em desfiles nacionais e internacionais com uma memória fotográfica incrivel, e é o novo colaborador do Blog, postando toda segunda-feira notícias dos principais desfiles e novidades da moda!

Anúncios

2 pensamentos sobre “Um feedback sobre o Fashion Rio/ Rio Moda Hype

  1. Olá, estou entrando no blog pela primeira vez e gostaria de saber como faço para me comunicar com vcs senão através de comentários. Fiquei interessada num vestido da coleção de 2009 e gostaria de saber se há alguma possibilidade de vcs confeccionarem um. Obrigada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s